Seu(s) Investimento(s)
0 ITEMS - R$ 0,00
Nenhum Curso selecionado!

O mercado de trabalho para Enfermeiros na Urgência e Emergência

 Em 2002 o Ministério da Saúde acompanhado a crescente demanda dos serviços de urgência e emergência aprovou a Portaria 2048 que evidenciou, no âmbito estadual, a importância desta área na assistência à saúde. Logo após esta retificação e aprovação, foi criada outra Portaria de número 1864/GM implementando o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU/192), nos moldes básico e avançado de vida.

A partir destas determinações o profissional de enfermagem passou a ter um papel indispensável no atendimento emergencial. Segundo a Resolução Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) 375/2011, tornou-se obrigatório a presença do Enfermeiro na Urgência e Emergência em casos de risco de vida. Portanto a atuação do enfermeiro se ampliou para o Corpo de Bombeiros, SAMU, empresas privadas, eventos de grande porte entre outras situações.

Então coube basicamente ao enfermeiro na urgência e emergência atribuições como prestar atendimento de qualquer complexidade a pacientes com ou sem risco de vida; controlar os serviços inerentes a atividade; treinar, supervisionar e avaliar a equipe - variando suas atividades de acordo com a unidade onde atua.

Algumas unidades de atendimento pré-hospitalar além de ambulâncias, também dispõem de helicópteros ou lanchas para atendimentos mais específicos, transpondo dificuldades como acesso a lugares inóspitos e a falta de estrutura no tráfego. Sendo assim, a Enfermagem na Urgência e Emergência é um mercado crescente e amplo para atuação.

 

Assessoria de Comunicação

Central de Ajuda

  • Email O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Central de Atendimento(71) 3444-6030
    mapa polos portalf

Polo de apoio presencial mais próximo de você

Top